Aniversário da PM do Estado de São Paulo, formatura de novos capelães e final da campanha ORE PELA SUA POLÍCIA

Três datas importantes são comemoradas em um único dia: 15 de dezembro: a Polícia Militar de São Paulo comemora 190 anos de sua fundação; fecha-se o ciclo de formaturas de capelães voluntários PMs de Cristo, e encerra-se a quinta edição da campanha ORE PELA SUA POLÍCIA.

Falando-se sobre o aniversário da Polícia Militar do Estado de São Paulo, vale relembrar de sua história!

A corporação fora criada como Guarda Municipal Permanente, em 15 de dezembro de 1831, já foi chamada de Força Policial e Força Pública, e responde pelo nome de Polícia Militar do Estado de São Paulo desde 9 de abril de 1970.

“A PMESP ao longo de sua trajetória, empenha-se na honrosa missão de servir e proteger, desenvolvendo estratégias e ações de prevenção e combate à criminalidade, que, com o contínuo incremento de modernos recursos e aplicações tecnológicas, traduzem o crescente volume de apreensões de drogas e de diversos outros produtos ilícitos, bem como das prisões de infratores da lei – alcançando melhores resultados nos principais indicadores criminais”, ressalta o Coronel PM Leandro Gomes Santana, Diretor de Polícia Comunitária e de Direitos Humanos.

O oficial destaca que a corporação também vem em crescente solidificação da atuação como polícia cidadã, de proximidade com a sociedade, e no aprimoramento constante no modo de atuar: “Importante aqui lembrar que a institucionalização da Polícia Comunitária como Filosofia e como Estratégia guarda importantes marcos referenciais, entre eles: a criação dos Conselhos Comunitários de Segurança (CONSEG) em 1985; o início das atividades do PROERD em 1993; e a adoção do modelo japonês “Sistema Koban” de Policiamento Comunitário em 1997. Todos estes são importantes instrumentos de prevenção primária e que combinam esforços para o aprimoramento, sobretudo, da qualidade na interação entre a Polícia e a Sociedade”, afirma.

Para o Cel PM Alessandro da Silva, do Corpo de Bombeiros, ao longo destes 190 anos, a Polícia Militar do Estado de São Paulo se fortaleceu no quesito humanização: “Vejo um desenvolvimento muito grande na PM na humanização dos serviços ofertados à população e, sobretudo, na preocupação com a saúde integral – física, mental e espiritual – dos policiais militares e dos bombeiros”!

O Cel Alessandro aponta como prova da busca pelo bem estar do policial militar e do bombeiro, o trabalho realizado pelos capelães, responsáveis por cuidar da parte espiritual de todos os que assim o desejam. Segundo o oficial, a melhora da saúde global dos agentes de segurança impacta diretamente e positivamente em suas famílias e nas suas ações nas ruas.

Ao relatar como essa humanização se deu em relação à sociedade, o Cel PM Alessandro da Silva conta que nas últimas décadas houve aproximação importante entre a Polícia Militar e os Bombeiros com os civis.

“Os policiais militares atuam em parceria com a comunidade e os bombeiros-educadores vão, cada vez mais, às escolas para dar aula às crianças. Até os pais são impactados com esse trabalho”, conclui.

Atualmente, a PM de São Paulo é integrada por batalhões especializados, como os de Policiamento de Choque e Ações Especiais, Corpo de Bombeiros e por unidades focadas nos policiamentos Rodoviário, Ambiental, de Trânsito e Radiopatrulha Aérea.

FORMATURA DE CAPELÃES VOLUNTÁRIOS

Outra celebração relevante deste 15 de dezembro é a formatura da última turma de um total de 466 capelães voluntários pela Associação PMs de Cristo, sendo 360 em São Paulo, 58 na Paraíba e 48 em vários outros estados.

O Curso de Capelania Militar Voluntária PMs de Cristo é uma capacitação aprofundada sobre prática e técnicas para execução do trabalho de capelania junto aos policiais militares e bombeiros.

Os capelães oferecem consolo espiritual, emocional e psicológico aos agentes da corporação, já que a profissão de policial militar está entre as mais estressantes do mundo.

Nos quartéis, os capelães organizam o “Momento com Deus” – reuniões semanais e abertas -, composto por breve reflexão bíblica, oração e ações de graças, antes de os policiais e bombeiros saírem às ruas.

”Eu fui profundamente impactado com o curso e como ele me fez ver que o cuidado e respeito com os profissionais de segurança deve ir além do respeito às leis. Agora eu consigo ver com mais clareza o valor e a importância da pessoa por trás da farda”, revela Jeferson Luis Ilário, capelão dos PMs de Cristo, que já atua na 2ª Cia do 49º BPM.

A capelania voluntária teve início em 2015, desenvolvida pelo projeto Polícia e Igreja, da Associação PMs de Cristo.

O curso de Capelania Militar Voluntária PMs de Cristo é dividido em dois módulos, com carga horária total de 60 horas, realizado no modelo EAD.

Os formandos deste segundo semestre realizaram o curso entre os dias 08 de agosto e 25 de outubro.

Já haviam sido formados pelos PMs de Cristo outros 650 capelães voluntários que já atuam de forma constante junto à corporação.

ORE PELA SUA POLÍCIA

A quinta edição da campanha “ORE PELA SUA POLÍCIA”, realizada entre 25 de outubro e 15 de dezembro chegou ao fim no dia do aniversário de 190 anos da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

A campanha é inspirada na história bíblica de Neemias, um líder que, sensibilizado pela completa desolação de seus irmãos, buscou ao Senhor e mobilizou a nação para em 52 dias reconstruir os muros de Jerusalém.

Da mesma forma, e com a crença na força da unidade, todos os anos, os PMs de Cristo convidam a comunidade cristã a orar, jejuar e interceder pela Segurança Pública e pela transformação do Brasil.

Para a corporação, a campanha é muito bem-vinda, pois lembra aos cidadãos a relevância de orar pela proteção dos policiais militares, durante o trabalho, conforme afirma o Coronel PM Leandro Gomes Santana, Diretor de Polícia Comunitária e de Direitos Humanos: “As orações buscam prover direção, sustentação, cobertura. Contar com a proteção de Deus é fundamento essencial para todos nós, sem o que nada podemos fazer – o que certamente inclui o empenho dia-a-dia de cada agente da lei no cumprimento da missão de proteger as pessoas”.

O Cel Leandro relembra que o compromisso de atuação da Polícia Militar do Estado de São Paulo assevera que: “Nós, policiais militares, sob a proteção de Deus, estamos compromissados com a Defesa da Vida, da Integridade Física e da Dignidade da Pessoa Humana.”

Mesmo com fim da campanha, vale frisar a importância da oração pela polícia militar tanto feita por cada integrante da corporação, como por seus familiares, demais cidadãos e igreja.

Neste sentido o Cel PM Alessandro da Silva, do Corpo de Bombeiros ressalta: “Quando o PM e o bombeiro saem do quartel para atender a um chamado, sempre enfrentam uma batalha física, mental e espiritual. A partir do momento que ele ora, e outros intercedem por ele, Deus assume o direcionamento de suas ações e tudo se desenrola de forma mais tranquila”.

Assim, mesmo com o fim da campanha, as orações pela nossa polícia militar devem continuar, para que a justiça e a paz imperem, conforme a vontade de Deus.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s